Começar de novo

Escrito em em Abril 26, 2018

Depois de um casamento que não resultou, é muito importante ter a coragem de começar de novo… e voltar a sorrir!

Durante séculos, ouvimos que o casamento é até que a morte separe aqueles que ali se unem. Nas histórias de príncipes e de princesas, apesar das muitas dificuldades de relação entre os dois, que sempre aumentam o nosso entusiasmo para conhecer o fim da história, no final eles lá se entendem e a felicidade de ambos perde-se no tempo dentro das muralhas do castelo. E perante tais exemplos naturalmente que nos falta a força para começar de novo, pois nem sabemos se é legítimo que aconteça, ou mesmo se não estaremos destinados a não acertar, pois já aconteceu uma vez.

Por tudo isto, perguntamo-nos se não seria melhor cruzar os braços e dar graças, talvez a Deus, por já termos tido a oportunidade de experimentar pelo menos uma vez, coisa que alguns ainda não conseguiram!

Os anos passam, e com o tempo parece que faz ainda menos sentido começar de novo. Se há filhos, o afeto que com eles se partilha parece enganar a falta de um amor adulto, uma falta que reclama em silêncio, numa angústia que se acumula e se expressa em doenças físicas e num feitio que já ninguém quer aturar.

Os filhos, coitados, não sabem se crescem, e se se sentem mal por seguirem a vida deles, ou se sentem mal por ficarem junto a quem sempre fez tudo por eles mas então sem poderem eles, agora, arriscar também ser gente.

Sei que a cultura é importante também porque nos dá exemplos de orientação na nossa vida, e que é muito recente ainda na nossa história social procurar um segundo ou mesmo um terceiro amor. Mas como já não casamos por interesse, ou melhor, a maioria já não casa por interesse, e como o amor só se percebe já no casamento, seria bom que cada vez mais gente, depois de um casamento que não resultou, tivesse a coragem de começar de novo, e que não ficasse prisioneira da solidão nem aprisionador dos filhos, e que todos pudessem voltar a sorrir.  


Tagged as , , ,



Comentários

Deixar um comentário

O seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios marcados com um asterisco (*)



Continuar a ler


Please visit Appearance->Widgets to add your widgets here